Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

14 janeiro 2012

O que a charge não diz...

Para começar, convenhamos que o bandido não está ligando para direitos humanos e traficantes não se importam com as vidas de drogadictos que ajudam a criar. Assim, antes das balas de borracha, traficantes de crack e outras drogas, além das drogas dos defensores dos diretos de bandidos, se unem para obter lucro (financeiro ou político) com a desgraça alheia. São estes e não a polícia, uma força legal do estado democrático e de direito!, que primeiro "apagam" a personalidade, a vontade de viver e lutar, a dignidade e a esperança daqueles que cometeram o erro de se drogar. São estes que alimentam a dependência e exigem um território livre para suas vítimas. São estes que estão cagando e andando para a sociedade. Traficantes de drogas e as drogas de defensores dos direitos de bandidos querem que a sociedade aceite calada manter as cracolândias pelo Brasil afora, bancando com tributos suas mazelas e negando a ação policial e legal do Estado. Eles querem uma sociedade frágil, submissa, desestruturada. Por isso, sustentam que o viciado tem o direito de manter seu vício num espaço público, sem a reação do Estado. Bandidos, traficantes e aqueles que os sustentam comprando drogas tem mais direitos hoje que o cidadão de bem, trabalhador, contribuinte e eleitor. Os valores se inverteram na sociedade e até aqueles que deveriam zelar por eles, hoje, neste mundo "politicamente correto" têm a indecência de promover "churrasco do crack", tripudiando com todas as vítimas, do drogadicto ao cidadão de bem. Façam um plebiscito para saber o que a população quer como medidas contra o tráfico de drogas e a existência de bocas de fumo ou cracolândias. Quem tem coragem para tanto?

Nenhum comentário: