Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

13 dezembro 2012

Depois do trem-bala, a nova promessa sem prazo para cumprir do governo petista...


Dilma quer ligar todas cidades médias ou grandes com aeroportos regionais
BERNARDO MELLO FRANCO - ENVIADO ESPECIAL A PARIS
A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira (12), em Paris, que o governo pretende construir 800 aeroportos regionais no Brasil nos próximos anos.
Em encontro com empresários franceses, a presidente afirmou que a meta do Planalto é ligar todas as cidades médias ou grandes a um terminal próximo.
"Queremos que as cidades com mais de 100 mil habitantes tenham aeroportos no máximo a 60 quilômetros [de distância]. Pretendemos ter um programa de aviação regional muito forte", disse.
Segundo Dilma, o país tem dimensões continentais e enfrenta um gargalo de infraestrutura. "Os números no Brasil geralmente são muito grandes. Nós pretendemos fazer 800 ou mais aeroportos".
A presidente não especificou o volume de investimentos que deve ser destinado para o programa. Indicou apenas que o governo usará recursos de novas outorgas de grandes aeroportos para o esforço previsto na aviação regional.
Ela afirmou ainda que pretende continuar a licitar grandes terminais para a iniciativa privada, mantendo a Infrarero com 49% do controle acionário.
A presidente reiterou a intenção de reproduzir nas novas concessões o modelo já adotado em Viracopos, Guarulhos e Brasília, com a ressalva de uma exigência maior em relação à experiência das empresas interessadas.
Ainda no setor de infraestrutura, Dilma prometeu unificar os órgãos que atuam nos portos e prometeu fazer em 2013 todas as licitações planejadas no setor de ferrovias.

18 novembro 2012

Cadê a porra do Desarmamento... dos bandidos???

Lembram do plebiscito do Desarmamento? Pois então... Só vale desarmar a população de bem, praticamente a impedindo de adquirir legalmente uma arma de fogo para se defender diante do lixo de Segurança Pública existente no Brasil, mas NINGUÉM desarma os bandidos, nem os impede de adquirir armas (inclusive privativas das Forças Armadas!) ilegalmente. Brasil: um país de tolos!

14 novembro 2012

Pagando o quinhão de cada um...


Na postagem anterior escrevi: "Como o objetivo era a perpetuação no poder de um determinado partido político, caso a tramoia viesse a se concretizar receberiam, mais cedo ou mais tarde, o seu quinhão". Pois então, mesmo a tramoia não se concretizando ainda, já se paga pelo esforço realizado. Sem contar que os estatutos do PT determinam que membros condenados na última instância da Justiça sejam expulsos. Lorota, estes condenados não serão expulsos...
14/11/2012 - 4:33
PT estuda ‘caixinha’ para pagar multas de réus
Josias de Souza

O PT cogita organizar uma ‘vaquinha’ para pagar as multas que o STF impôs aos três condenados da legenda no julgamento do mensalão. Coisa de R$ 1,46 milhão -R$ 676 mil para José Dirceu, R$ 468 mil para José Genoino e R$ 325 para Delúbio Soares.
A repórter Tatiana Farah informa que a idéia do partido é constituir um “fundo solidário” a partir de doações feitas por militantes e simpatizantes. O dinheiro fluiria à margem do caixa partidário, já que a lei não permite aos partidos pagar senão suas próprias multas.
“Se precisar fazer um fundo solidário, o PT vai fazer”, diz Marco Aurélio de Carvalho, coordenador jurídico da legenda. “Mas ainda é possível reverter as multas com os recursos legais que os réus impetrarão no STF”, ele acrescenta, com uma ponta de otimismo.
Membro do diretório nacional do PT, Paulo Frateschi puxa a fila. Deseja ser “o primeiro” a abrir o bolso. “Acredito que todos os dirigentes vão contribuir com o fundo solidário. É o único caminho para ajudar.”
A solidariedade do PT é compreensível. Condenados como pessoas físicas, Dirceu, Genoino e Delúbio compareceram ao escândalo como prepostos da pessoa jurídica. Uma mão lava a outra. O resto continua sujo. A mácula não é algo que o dinheiro possa apagar.

13 novembro 2012

Melhor pesar a mão...


Aparentemente por conta das condenações da Ação Penal 470, conhecida por mensalão do PT, começaram a se destacar opiniões quanto a aplicação de penas privativas de liberdade, onde se advoga de que tais penas somente deveriam ser aplicadas para condenados "perigosos", ao passo que aos "não perigosos" seria recomendado a aplicação das penas restritivas de direitos, como a prestação de serviços à comunidade e a interdição temporária de direitos.
Tudo muito bem, tudo muito bom. Mas qual o sentido que devemos dar a essas qualificações de "perigoso" e "não perigoso"?
Perigoso por atentar contra a vida de um indivíduo ou grupo social? Perigoso por conta da violência potencial ou de fato do condenado?

No caso das pessoas envolvidas e condenadas na Ação Penal 470, onde se comprovou ter havido desvio de dinheiro público, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, considerando ainda que envolveu um ministro de Estado, um presidente de partido político (que já fez dois presidentes da República, o primeiro deles no mandato quando da denúncia do mensalão, cujo ministro de Estado era e é figura de primeira linha dentro daquele partido político) e o tesoureiro do mesmo partido, como deixar de considerar perigosos seus atos criminosos para a Nação, para a Democracia e para as Instituições? Como deixar de considerar os condenados perigosos avaliando o impacto que suas ações tiveram na destinação de verbas e políticas públicas, que afetam a toda a população brasileira?
Esses condenados ou qualquer outro que no futuro venha a ser condenado por crimes semelhantes contra o Estado Democrático e de Direito, são todos perigosos sim! Tanto os que corrompem como os corrompidos não são pessoas quaisquer, nem de menor importância na política brasileira, sabiam o que estavam fazendo e que estavam errados. Por isso são perigosos, mesmo que aleguem não haver recebido nenhuma benesse ou enriquecido com suas ações. Como o objetivo era a perpetuação no poder de um determinado partido político, caso a tramoia viesse a se concretizar receberiam, mais cedo ou mais tarde, o seu quinhão. Defender o contrário, a meu ver, se trata de credulidade exacerbada beirando um Efeito Poliana...

08 novembro 2012

O Velhinho é CONTRA a descriminalização da Maconha...


Pode demorar, mas ainda não falha...
Por ser contra, por acreditar que usuário de maconha sustenta o trafico de drogas (e não apenas da maconha!), o Velhinho continua a postar as "pequenas" apreensões desse lixo feitas pelos órgãos policiais. Só para se ter uma idéia, EM TONELADAS, do poder "recreativo" e "medicinal" da maconha em nosso país.
Pode demorar alguns dias, talvez, poucas semanas, mas não falha. Quando o uso "recreativo e medicial" da maconha sensibiliza traficantes, eles nem pensam na grana dos usuários que sustenta o narcotráfico, não é mesmo?
Como as drogas de uso "recreativo e medicinal" não se resumem à maconha, a matéria abaixo demonstra a equação aritmética onde maconha, drogas ilegais, armas, traficantes e drogadictos (além dos apologistas da liberação da maconha) são elementos interdependentes e complementares.
Polícia apreende 2 toneladas de maconha em Santa Cruz do Rio Pardo
Do G1 Bauru e Marília

A Polícia Rodoviária apreende 2 toneladas e 446 quilos de maconha durante fiscalização de rotina na Rodovia Engenheiro João Baptista Cabral Rennó em Santa Cruz do Rio Pardo (SP). O flagrante aconteceu por volta das 20 horas da quarta-feira (7).
A droga, dividida em vários tijolos, estava escondida entre sacos de farinha de milho na carroceria de um caminha com placas de Betim, Minas Gerais.
“O motorista foi parado na base policial, e os oficiais desconfiaram do nervosismo dele, por isso decidiram fazer uma vistoria na carga”, explicou o sargento Márcio Roni Miranda, da Polícia Rodoviária. O motorista foi preso em flagrante e encaminhado para Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

01 novembro 2012

A triste piada da ANATEL...


Anatel exige 20% da velocidade da internet a partir de hoje; veja como medir

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) passa a exigir a partir desta quinta-feira que as empresas entreguem, no mínimo, 20% da velocidade contratada pelos usuários de internet.
A Anatel indica o site Brasil Banda Larga para que os clientes façam testes do serviço que contrataram e vejam se estão recebendo a velocidade exigida.
A ação faz parte de uma ofensiva da agência para melhorar a qualidade dos serviços de banda larga no país.
Além de aumentar a exigência, a Anatel está realizando um mapeamento da qualidade da banda larga em todo o Brasil.
As medições permitirão a avaliação das prestadoras com mais de 50 mil acessos. São elas: Oi, NET, Vivo, GVT, CTBC, Embratel, Sercomtel e Cabo Telecom.
Na segunda-feira (29), a agência começou a enviar os aparelhos para medição da qualidade da banda larga fixa para usuários de Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Ceará, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.
Os primeiros a receber os equipamentos --batizados de whitebox-- foram os voluntários do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Minas Gerais, Estados com o maior número de inscritos no programa que já realizaram o teste de velocidade.
Com as medições, a Anatel reunirá informações para a adoção de medidas que permitam a progressiva melhoria do serviço. Ainda há necessidade de voluntários em todos os Estados.
Quem não for escolhido agora poderá ser sorteado em uma próxima etapa do projeto, já que, anualmente, haverá renovação de 25% da base de voluntários.

Comentário do Velhinho: Segundo o site da Anatel, a missão dessa agência reguladora é "promover o desenvolvimento das telecomunicações do País de modo a dotá-lo de uma moderna e eficiente infra-estrutura de telecomunicações, capaz de oferecer à sociedade serviços adequados, diversificados e a preços justos, em todo o território nacional".
Ora, preço justo é quando pagamos R$ 2,00 por uma dúzia de bananas e recebemos... UMA DÚZIA DE BANANAS! Deixa de ser justo de recebermos apenas 2,4 bananas pelo preço da dúzia!
Preço justo é quando pagamos o valor correspondente a 100 Kwh e usamos... 100 Kwh! Deixa de ser justo quando usamos 20 Kwh e pagamos pelo preço de 100!
Preço justo é quando contratamos um pintor por R$ 300,00 (como exemplo) para pintar 20 m2 de parede e ele pinta... 20 m2! Deixa de ser justo se ele pintar apenas 4 m2!
Já a ANATEL, que tem como missão garantir um preço justo para o serviço de telefonia e internet, acredita ser correto que o consumidor pague para as empresas que fornecem internet 100% do valor da velocidade contratada, mas que recebam - no mínimo! - 20% dela! Não é gracioso?
Será que não existe tecnologia que informe, como nas contas telefônicas, qual foi a real velocidade fornecida e que o consumidor pague exatamente o que recebeu, independente do limite máximo contratado?
Brasil! Um país de tolos!

A estratégia petralha que todos conhecemos...


A arrogância de Cardozo na campanha eleitoral antecipada. Ou: Por que o ministro não leva para presídios federais 1.600 presos que não deveriam estar em SP? Respondo: porque ele não tem onde colocá-los

A arrogância, que avançou para a falta de educação, de José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, não tem limites. Está comprovado por A mais B: o governo federal criou uma farsa — a suposta oferta de ajuda ao governo de São Paulo, que a teria recusado, na área de segurança. Como Cardozo ganhou reportagens escancaradamente favoráveis no “Jornal Hoje” e no “Jornal Nacional” (não vi as do SPTV), então insiste na falseta. Quem apanhou foi o secretário de Segurança, Antonio Ferreira Pinto, que fala a verdade. Aquele que não consegue provar o que diz saiu-se como sensato. Aquele que tem os fatos a seu favor foi tratado como falastrão. Parece que está em curso a construção de uma nova moral, que poderia ser assim sintetizada: os fatos que se danem!
Clique aqui para ler a íntegra.

31 outubro 2012

Coisas para se esclarecer sobre a Segurança Pública de São Paulo e a "ajuda" do Governo Federal...


SEGURANÇA – Governo de SP tem a prova de que pediu a colaboração do Planalto e é tratado como mentiroso em certa imprensa; Cardozo, que não tem como provar a acusação feita a SP, é tratado como fonte da verdade. O nome disso é campanha eleitoral antecipada

Espalhem este post, para debate, os que repudiam a manipulação, a mentira e o desassombro do que querem usar a vida e a segurança dos paulistas como instrumento de guerrilha eleitoral.

Vejam esta primeira página de um ofício datado de 29 de junho de 2012. Nele, o secretário de Segurança Pública de São Paulo, Antônio Ferreira Pinto, pede a colaboração do governo federal para a implementação de alguns programas. Não recebeu resposta nenhuma! Ou melhor: recebeu! Na Folha do dia 29 deste mês, José Eduardo Cardozo, com grosseria ímpar, mandou ver: “O governo federal não é a Cada da Moeda”. Clique aqui para ler mais.

Cena que se repete após cada eleição...


Na cidade de São Paulo, nem chegou a completar uma semana para o candidato eleito empurrar com a barriga para 2014 as promessas do fim da taxa de inspeção veicular e da implantação do Bilhete Único Mensal. 
Aí, o pragmático dirá: "Mas todos os políticos mentem nas promessas"...
Ao que o Velhinho responde: "Então os eleitores somos tolos, ou nos falta vergonha na cara por eleger mentirosos"...

01 outubro 2012

Ondem foram parar? Estariam agora envergonhados ou são sem-vergonhas mesmo?


Carta Aberta aos Candidatos a Prefeitura e Vereança de Peruíbe


Eu imaginava que poderia me conter até passado o período eleitoral, porém esse clima de “festa” não é nada razoável dentro do que se entende – ou ao menos como eu entendo! – democracia.
É de se supor que numa democracia direitos e deveres são mantidos equilibrados por algum Norte moral, ética e, por óbvio, pelo respeito às leis; Não é o que se percebe pela forma barulhenta como estão sendo conduzidas as campanhas dos candidatos(as).
Fora do período eleitoral, muito se fala em Meio Ambiente x Poluição. Já durante a campanha eleitoral, mormente na chamada reta final da propaganda política, cabos eleitorais a serviços de seus candidatos perdem o tom e o bom senso por conta de carreatas ruidosas, não bastassem os jingles - muitos de mau gosto por plagiar músicas também de mau gosto -  que são impingidos ao cidadão durante todo o dia.
Pergunto:
Os senhores(as) candidatos(as) já ouviram falar de sossego alheio
Acreditam os senhores e senhoras que quanto mais barulho de buzinas e som automotivo, mais votos conseguirão porque o eleitor gosta mesmo de “oba-oba”?
Supõem que a exibição de bandeiras, carros e buzinas ao longo de avenidas superam a discussão de propostas de governo?
Onde ficam suas convicções, senhores e senhoras candidatos (as) com essa vergonhosa poluição visual e sonora produzida aos seus auspícios? Aliás, existem convicções políticas para se tratar o eleitor com seriedade, ou o que se pretende mesmo é mero panis et circenses?
Onde está o compromisso desses candidatos que não respeitam o sossego alheio?
Já não bastam algumas pessoas que agem como delinquentes, provavelmente por se acharem no direito de utilizar som automotivo tonitruante a qualquer do dia, noite e madrugada, mandando às favas o direito ao sossego alheio? A propósito, quais são suas propostas para coibir efetivamente esse tipo de poluição que anda infestando e infernizando a cidade?
Utilizar a via pública para suas carreatas tendo como justificativa o direito de usufruir do espaço público não lhes dá o direito de perturbar aqueles que residem ou se encontram no entorno, seja trabalhando, estudando ou repousando.
É esse nível desrespeito ao cidadão que devemos esperar caso algum dos senhores e senhoras candidatos(as) for eleito(a)? Se em campanha não respeitam o comezinho direito ao sossego do seu potencial eleitor, por que respeitarão outros direitos que nos são igualmente caros, caso eleitos?
Candidatos! Eleitor não é ignorante e não é surdo!
Por uma campanha eleitoral com menos poluição e mais discussão!


27 setembro 2012

Acorda, Otário! Ooops... Eleitor!


OAB defendendo a CENSURA, quem diria...


A matéria é do Estadão on line:

Para comissão da OAB, proibir filme ofensivo ao Islã é correto
26 de setembro de 2012 | 21h 12
Luiz Raatz, O Estado de S. Paulo

A decisão da Justiça paulista de proibir o YouTube de veicular o filme Inocência dos Muçulmanos, ofensivo ao Islã e estopim de conflitos violentos em países muçulmanos, é correta, avalia a presidente da Comissão de Direito de Liberdade Religiosa da OAB-SP, Damaris Dias Moura Kuo. Para a advogada, o que é considerado sagrado para uma religião deve ser respeitado por outros credos. "Todas medidas, desde que pacíficas e legais, são bem-vindas para combater a intolerância", disse Damaris ao Estado.

A decisão, da noite de terça-feira, foi tomada pelo juiz Gilson Delgado Miranda, da 25.ª Vara Cível e acata pedido da União Nacional Islâmica contra a Google Brasil, responsável pelo YouTube. No despacho, o magistrado diz que o caso traz um conflito entre a liberdade de expressão e a de culto, ambas previstas na Constituição.

"Não existe liberdade sem que haja limites", escreveu o juiz. "A vida em sociedade seria impraticável se assim não fosse; a toda liberdade é imposta uma barreira, de forma a proteger-se a esfera de direitos alheia."

A presidente do comitê da OAB partilha dessa opinião. "Todos os direitos têm limite", afirmou. "Há quem diga que a liberdade de expressão não tem limite. Mas a dignidade da pessoa é o limite de todos os direitos."

O site tem até 5 de outubro para remover o vídeo. Até a noite desta quarta-feira, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo não havia registrado nenhum recurso contra a medida. Por meio de sua assessoria de imprensa, o Google afirmou que não pretende comentar o assunto. 


Comentário do Velhinho: Não acredito que a decisão da Justiça paulistana tenha sido correta, por que impede que o cidadão brasileiro de credo diferente do Islã possa acessar a informação - mesmo que seja um lixo! - e julgar por si. Ao apoiar essa decisão, a Comissão de Direito de Liberdade Religiosa da OAB sugere que o cidadão brasileiro não tem capacidade de julgamento e necessita de alguns iluminados do Estado para julgar o que deve ou não ser visto no YouTube e, por extensão, na mídia falada, escrita e televisiva. Um precedente perigoso.
Será que se esse filme - é uma porcaria, acreditem ou vejam por vocês mesmos! - tivesse o preâmbulo a seguir também seria passível de censura?

"Disclaimer: 1) uma renúncia a qualquer reinvidicação; 2) desautorização; 3) declaração feita para livrar a cara.
Apesar de isso ficar evidente nos primeiros 10 minutos de todo este processo, a produtora gostaria de expor que este filme, do início ao fim, é uma comédia fictícia e não deve ser levado a sério. Insistir que o que vem a seguir é incendiário ou inflamatório é julgar mal nossa intenção e julgar é um direito reservado somente a Deus. (Isso serve para vocês, críticos de cinema... brincadeira)
Portanto, antes de pensar em ir contra alguém em relação a este filme insignificante, lembre-se: Até Deus tem senso de humor. Basta olhar um ornitorrinco.
Obrigado e divirtam-se.
PS: Desculpem-nos os fãs dos ornitorrincos que se ofenderem com tal comentário impensado. Nós, da produtora, respeitamos o nobre ornitorrrinco e não é nossa intenção ofender essas criaturas estúpidas de maneira alguma.
Obrigado novamente e divirtam-se com o filme."

Esse texto faz a abertura do filme DOGMA (1999, dirigido por Kevin Smith) com fortes críticas à Igreja Católica (e atenção, NÃO SOU CATÓLICO!). A própria imagem de Jesus Cristo é parodiada. 

Ora,  por semelhança, a decisão judicial bem acolhida pela Comissão de Direito de Liberdade Religiosa da OAB também deve ser aplicada esse e outros filmes como, p.e., MACUNAÍMA (1969, dirigido por Joaquim Pedro de Andrade), com ênfase na cena em que o anti-herói vai a uma Macumba pedir para a macumbeira dar uma sova no gigante. Para os adeptos das religiões afrodescentes a cena deve ferir a dignidade da pessoa humana. Cá entre nós, a violência da cena fere a dignidade qualquer pessoa... ou não?
Vamos proibir também, por ferir a dignidade humana, todo e qualquer filme sobre o Holocausto. Epa! Este não, pois o presidente com nome impronunciável do Irã afirma que o Holocausto nunca existiu, que foi uma farsa. Vamos proibir filmes como o Tropa de Elite, porque fere a dignidade humana.
Ah! Tenhá dó! Só de dizer que o filme vai ser proibido no YouTube pela Justiça dá garantia que ele será baixado pela internet através de outras fontes! Ou vão também bloquear a internet no Brasil como se faz nas "democráticas" China, Irã, Venezuela e Cuba? 
Deve existir um equilíbrio entre os direitos, sem dúvida, porém quando nos sonegarem o direito de liberdade de opinião, de expressão e de acesso à informação estaremos vivendo em "outro mundo possível", mas não em uma democracia.

24 agosto 2012

Direita versus Esquerda


- Quando uma pessoa de direita não gosta de armas, não as compra.
- Quando uma pessoa de esquerda não gosta das armas, proíbe que você as possua.

- Quando uma pessoa de direita é vegetariana, não come carne.
- Quando uma pessoa de esquerda é vegetariana, faz campanha contra os produtos à base de proteínas animais.

- Quando uma pessoa de direita é homossexual, vive tranquilamente a sua vida como tal.
- Quando uma pessoa de esquerda é homossexual, faz um movimento com alarde para que todos também se tornem homossexuais e os respeitem.

- Quando uma pessoa de direita é prejudicada no trabalho, reflete sobre a forma de sair dessa situação e age em conformidade.
- Quando uma pessoa de esquerda é prejudicada no trabalho, levanta uma queixa contra a discriminação de que foi alvo e vai à Justiça do Trabalho pedir indenização por dano moral (e o pior: ganha!).

- Quando uma pessoa de direita não gosta de um debate transmitido pela televisão, desliga a televisão ou muda de canal.
- Quando uma pessoa de esquerda não gosta de um debate transmitido pela televisão, quer entrar na justiça contra os sacanas que dizem essas sandices. Se for o caso disso, uma pequena queixa por difamação será bem-vinda.

- Quando uma pessoa de direita é ateu, não vai à igreja, nem à sinagoga e nem à mesquita.
- Quando uma pessoa de esquerda é ateu, quer que nenhuma alusão a Deus ou a uma religião seja feita na esfera pública, exceto para o Islã (com medo de retaliações provavelmente).

- Quando uma pessoa de direita, mesmo sem dinheiro disponível, tem necessidade de cuidados médicos, vai ver o seu médico e, a seguir, compra os medicamentos receitados.
- Quando uma pessoa de esquerda tem necessidade de cuidados médicos, recorre à solidariedade nacional ou ao Sírio Libanês para tratar.

- Quando a economia vai mal, a pessoa de direita diz que é necessário arregaçar as mangas e trabalhar mais.
- Quando a economia vai mal, a pessoa de esquerda diz que os sacanas dos empresários, proprietários, etc... são os responsáveis e punem o país.

E por último...

Quando uma pessoa de direita lê esse texto, se achar pertinente, o repassa.
Quando uma pessoa de esquerda lê esse teste, fica fulo da vida e não o reenvia, além de querer processar e prender quem escreveu...

Segundo Margareth Tachter, o socialismo dura enquanto durar o dinheiro dos outros!

21 junho 2012

Alianças que desmascaram. Ou, façam o que eu falo e não o que eu faço...


A desculpa é velha, já utilizada no episódio do mensalão como justificativa da (falta de) ética: Não fazemos nada diferente do que fazem todos os outros partidos políticos...
 Depois os militontos ainda se dizem progressistas. Ah, vão plantar batatas!
Nesse momento, nada como ler o artigo de Reinaldo Azevedo para exercitar o pensamento e não se deixar levar por pragmatismos chulés...


É Maluf quem ajuda a “higienizar” o PT, não o contrário. Ou: Aliança com deputado do PP é parte da saga petista para se constituir como Partido Único


Ontem, eu lhes fiz um desafio: explicar por que Erundina está errada ao dizer que o PT ajuda a “higienizar” a imagem de Maluf. Abaixo, num daqueles textões (!), explico por que a aliança é absolutamente coerente e por que é Maluf quem contribui para lavar a imagem do partido, que o utiliza como instrumento na consolidação de seu projeto autoritário. Acho que ficou bacana. Se gostarem, debatam e passem adiante.
*
Vocês perceberam, caros leitores, dada a aliança do PT com Maluf, o tom choroso, lacrimejante, funéreo, de muitos colunistas “isentos”, como se estivessem assistindo à queda de um puro ou à morte de uma utopia? Alguns chegaram mesmo a encomendar as exéquias do antigo “partido ético”, “diferente de tudo o que está aí”. Houve os que fizeram como José Saramago quando Fidel Castro mandou fuzilar, em 2003, sem julgamento, três dissidentes que haviam tentado fugir de Cuba: “Até aqui fui com Fidel, agora não mais”. Pô!!! O barbudo assassino já era responsável por 100 mil mortes, e Saramago tinha ido com ele “até ali”??? Aquelas três a mais, no entanto, mexeram com seu coração humanista… Assim fizeram certos analistas “isentos”: “Até aqui fui com o PT; agora não mais!”. Faço a eles pergunta semelhante à que fiz à época a Saramago: “Por quê? Tudo o que PT havia feito até então parecia pouco?”.


Luiza Erundina, que foi vice por dois dias na chapa de Fernando Haddad, recorreu a uma imagem que vira emblema dessa leitura torta sobre o PT: “Maluf quer aparecer em outra imagem, que não aquela de estar sendo procurado pela Interpol. Ele se higieniza ao lado de forças que não têm nada a ver com o malufismo. Somos do outro lado. Só quem ganha nisso é ele, aparecendo, falando comemorando junto. É todo o significado que tem”. Erundina está absurdamente errada porque, e vou demonstrar isto aqui, o que se tem é justamente o contrário — e alguns leitores acertaram na mosca: É O PT QUE USA MALUF PARA SE HIGIENIZAR, DEPUTADA, NÃO O CONTRÁRIO! No projeto de poder petista, quem, para ficar no paradigma vocabular escolhido, “suja” o PT é Erundina; Maluf, ao contrário, ainda que a muitos pareça incrível, ajuda a “lavar” o projeto hegemônico. Vou explicar tudo direitinho. Antes, uma questão de natureza conceitual.


A questão conceitual
Um partido — e isto é teoria política, não paranoia, como acusaria aquele economista que tem de se conter para não cair de boca no Sonho de Valsa — está a caminho de construir a hegemonia quando determina até os critérios segundo os quais será criticado. Ou por outra: quando aqueles que se opõem a suas orientações o fazem segundo marcos que ele próprio estabeleceu. Eis o partido tornado, como queria o teórico comunista Antonio Gramsci, “um novo imperativo categórico”, um “laicismo moderno”, de sorte que tudo o que se pensa só faz sentido segundo o que é e o que não é útil a esse partido.


Ora, quando Maluf é contrastado com o petismo, tomando-se o deputado do PP como símbolo de tudo o há de ruim na política brasileira — e isso, em si, é verdade —, está-se partindo de um pressuposto, PETISTA EM ESSÊNCIA, segundo o qual o PT é, então, a antítese de Maluf. O erro é brutal e se dá em duas dimensões, uma mais rasa, revelada pelo noticiário cotidiano, e outra mais profunda, que requer algumas especulações além da notícia. Fixemo-nos primeiro na dimensão mais superficial do engano, e demonstrá-la é tarefa simples. Pode alguém advogar a pureza ética, ora supostamente conspurcada, do partido que fez o mensalão? Pode alguém advogar a pureza ética, ora supostamente maculada, do partido que patrocinou o escândalo dos aloprados? Pode alguém advogar a pureza ética, ora supostamente violada, do partido capaz de criar uma CPI para perseguir adversários, tentando impedir que uma central de escândalos como a Delta seja investigada?


Que pureza de lupanar é essa?


Calma aí, senhoras carpideiras, a derramar cachoeiras de lamentos por causa dos descaminhos do partido puro! Em que a moralidade de Paulo Maluf é essencialmente diferente da moralidade dos petistas? Maluf é pior do que José Dirceu? Por quê? Lambanças acabam de derrubar o presidente do Banco do Nordeste — sim, em razão de reportagens da imprensa que os vigaristas chamam “golpista”. Ele era homem do deputado federal José Nobre (PT-CE), chefe daquele pobre-coitado que foi flagrado, em 2005, com a cueca cheia de dólares, notoriamente mero pau-mandado. Nobre, calculem, é considerado figura em ascensão no partido. É irmão de José Genoino, presidente do PT quando estourou o escândalo do mensalão e um dos réus no processo que tramita no STF. Ora, por que, afinal de contas, Maluf não pode se juntar com o PT? Dólares ilegais na cueca, nas Ilhas Jersey ou num banco em Miami para pagar Duda Mendonça pela campanha eleitoral de Lula, qual é a diferença? Eu lhes conto qual é a diferença: Maluf há tempos é tratado, e com razão, como uma figura detestável da política, e Lula, o chefe da organização petista, é considerado um herói. Inclusive por esses que ficam derramando lágrimas. Será que Maluf não pode se juntar com o governo que levou a Caixa Econômica Federal a comprar o Panamericano, um banco quebrado?


Por que não?


Eis a dimensão que chamo mais rasa, que pode ser percebida com uma simples pesquisa no Google. O elenco de malfeitos e de operações suspeitas do petismo no governo federal — e, se quiserem, de administrações estaduais e municipais — referenda uma observação que já fez aqui: a diferença entre Maluf e o PT é aquela que existe em “Era Uma Vez no Oeste” entre a pistolagem que chegava a cavalo — bruta, mas algo romântica — e aquela que vinha de trem: não menos bruta, mas já profissional.


A dimensão profunda
Agora vamos à dimensão mais profunda, esta mais difícil de detectar porque requer algum aporte teórico para entender o projeto de poder petista. De saída, cumpre notar: os petistas não são socialistas à moda antiga, do tipo que ainda mandam flores… vermelhas para a camarada. Isso é uma bobagem — a rigor, nunca chegou a ser assim. O próprio Babalorixá de Banânia, como o jornalista José Nêumanne demonstra em detalhes no livro “O que sei de Lula”, jamais foi de esquerda. Ao contrário até: tem uma visão de mundo que as esquerdistas de antigamente chamariam “conservadora”. E sempre soube se orientar muito bem nos bastidores do poder. Tudo bem analisado, a sua ascensão no sindicalismo, leiam lá, se deveu a uma espécie de golpe desferido contra antigos “companheiros”. Muito bem, dito isso, vamos adiante.


Lula não é de esquerda, mas é autoritário. Suas decisões recentes no partido o comprovam à larga. Esse autoritarismo se estende também à sua concepção de poder. Influenciado pelas esquerdas — sim, elas existiam — que ajudaram a criar o PT, o Apedeuta passou um bom tempo fazendo um discurso com forte conteúdo classista, com sotaque socializante, avesso a alianças com “partidos da burguesia” ou com “forças conservadoras”. Na face indigna de sua história, o homem que agora vai à casa de Paulo Maluf recusou o apoio de Ulysses Guimarães no segundo turno das eleições de 1989, contra Fernando Collor. Escrevo de novo: o homem que repudiou o apoio de Ulysses e que proibiu seu partido de participar do colégio eleitoral que elegeu Tancredo Neves foi prestar homenagens a Maluf — nada menos do que o adversário de Tancredo no Colégio Eleitoral!


Política de alianças
Num dado momento,  o PT percebeu fragilidades e fissuras na política brasileira. ATENÇÃO PARA ISTO: em vez de corrigidas, pensaram  os chefões, elas deveriam ser revertidas em ações benéficas à construção, consolidação e fortalecimento do partido. E decidiram, então, aderir às alianças políticas. Socialista à moda antiga o partido não era. Mas autoritário sempre foi e é. Desde que mudou a sua prática — E AQUI ESTÁ O BUSÍLIS PRINCIPAL DESTA ANÁLISE — e passou a fazer composições, os petistas buscam de modo obcecado forças antes ditas “conservadoras”. O objetivo é “lavar”, disfarçar, travestir o projeto político do partido, que continua o mesmo: constituir-se como Partido Único. “Ah, como Reinaldo é paranoico!”, diriam os comedores de bombons. “Isso é impossível no Brasil!” Não se trata, bobinhos, de partido único à moda cubana ou chinesa (bem que eles gostariam, mas sabem ser impossível). Trata-se de deter a hegemonia do processo político de tal sorte que as demais forças organizadas da sociedade se tornem irrelevantes. E não só as da política. Gilberto Carvalho, sempre ele!, alertou os petistas para a necessidade de comçear a enfrentar os evangélicos, como vocês bem se lembram.


Em 2002, o PT escreveu a sua  carta de conversão ao capitalismo porque pesava ainda uma, em muitos aspectos, injusta desconfiança sobre a adesão do partido à economia de mercado. Muito modestamente, então no site e revista Primeira Leitura, escrevi algo assim: “Vamos parar de besteira! O PT não é candidato a implementar o socialismo no Brasil; ele é candidato a pôr a sua canga no capitalismo que temos”. Acho que acertei. Cercado de desconfiança, o partido deu a potentados do capital financeiro e industrial o que eles não teriam ousado pedir a um “partido de direita”.


Entenda o partido que a senhora ajudou a criar e do qual teve de sair, deputada Erundina! O PT precisa de forças que ele próprio chama “de direita” para tentar aniquilar qualquer um que lhe faça oposição. Em 2002, quando buscava um vice, a única exigência era esta: tinha de ser do campo conservador. E encontraram o então senador José Alencar. Ora, é evidente que o PSDB ou José Serra estão à esquerda, respectivamente, de PP e Paulo Maluf! Ocorre que esses dois não representam empecilho ao tal projeto hegemônico — logo, são aliados. ASSIM, NÃO É MALUF QUE BUSCA O PT PARA SE HIGIENIZAR. É O PT QUE BUSCA MALUF PARA, A UM SÓ TEMPO, EXIBIR A SUA FACE SUPOSTAMENTE PLURAL, TOLERANTE E INCLUSIVA E PARA DAR PROSSEGUIMENTO AO PROJETO DO PARTIDO ÚNICO.


Gilberto Carvalho confessou isso anteontem com clareza inequívoca. Defendeu a aliança com Maluf deixando claro que o PT está no comando. José Dirceu fez a mesma coisa. Quem não cabe nesse processo é justamente Luia Erundina —  não por acaso, pertencia ao partido e teve deixá-lo. Ela já não cabe porque fala aquela linguagem do socialismo à moda antiga — chegou até a evocar “a luta de classes”. Ela já não cabe porque relembra aquele partido que queria se dirigir aos “oprimidos” (e o PT é hoje uma força da ordem, que tem muita intimidade com os que a ex-prefeita considera “opressores”). Ela já não cabe porque cria obstáculos à aliança com o capeta se o capeta ajudar a vencer o único núcleo mais ou menos organizado que ainda pode liderar uma resistência ao PT: os tucanos! A propósito: não foi Lula quem disse que Jesus Cristo, se voltasse à terra, acabaria tendo de se aliar ao demônio? O “cristo” de Lula, por óbvio, é uma criação à sua imagem e semelhança.


Não sei se o PT será bem ou malsucedido ao se aliar a Maluf. O que sei é que a aliança é absolutamente coerente porque não há entre eles diferença nenhuma de moralidade — a do deputado do PP leva alguma vantagem porque ligeiramente menos cínica — e porque Maluf é mais um, vá lá, “conservador” cooptado na saga para aniquilar o que resta de oposição no país. Assim, ele é, a um só tempo, uma conquista e uma presa. E olhem, para citar Lula, que o ex-prefeito, muito provavelmente, ainda não é o diabo. Imaginem quando chegar a hora…


Por Reinaldo Azevedo

O Velhinho é CONTRA a descriminalização da Maconha...


Por ser contra, por acreditar que usuário de maconha sustenta o trafico de drogas (e não apenas da maconha!), o Velhinho continua a postar as "pequenas" apreensões desse lixo feitas pelos órgãos policiais. Só para se ter uma idéia, EM TONELADAS, do poder "recreativo" e "medicinal" da maconha em nosso país.
Pode demorar alguns dias, talvez, poucas semanas, mas não falha. Quando o uso "recreativo e medicial" da maconha sensibiliza traficantes, eles nem pensam na grana dos usuários que sustenta o narcotráfico, não é mesmo?
Como as drogas de uso "recreativo e medicinal" não se resumem à maconha, a matéria abaixo demonstra a equação aritmética onde maconha, drogas ilegais, armas, traficantes e drogadictos (além dos apologistas da liberação da maconha) são elementos interdependentes e complementares.
21/06/2012
PRF apreende cerca de 4 toneladas de maconha no Rio
Do G1 RJ
Foi apreendido na quarta-feira (20) cerca de quatro toneladas de maconha, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A ação aconteceu na BR 040, no município de Três Rios, região Serrana do Rio de Janeiro, e a droga estava escondida em dois carros, transportados por um caminhão.
Durante a fiscalização, os policiais abordaram um caminhão graneleiro com placa do Mato Grosso do Sul. De acordo com a PRF, a atitude do motorista chamou a atenção da equipe. "Antes que a gente pedisse a documentação, o condutor, um homem de 45 anos, foi logo entregando a carteira de habilitação e explicando que só possuía permissão para dirigir carros", afirmou um dos agentes responsáveis pela apreensão. Segundo o policial, foi constatado que o motorista também tinha habilitação para dirigir caminhão. "Acredito que ele tenha mentido para desviar nossa atenção", explicou.
De acordo com PRF,  o motorista disse que o caminhão estava vazio, mas quando a lona que o cobria foi retirada, os policiais encontraram dois carros. Quando os agentes abriram as portas dos veículos, vários tabletes de maconha caíram no chão.
Ainda segundo informações da PRF, os dois veículos foram preparados para transportar a droga, já que todos os bancos foram arrancados e até o compartimento do motor estava cheio de droga. O motorista, que já havia cumprido pena por roubo, foi preso em flagrante por tráfico de drogas. A PRF informou que o motorista declarou que levaria a droga até a cidade do Rio de Janeiro e receberia mil reais pelo transporte. A ocorrência será encaminhada à Polícia Federal.

04 junho 2012

Recantos de Florianópolis, após 34 anos...

O Velhinho conheceu Floripa no princípio de1978 e somente agora, 34 anos depois, é que teve o prazer de retornar à ilha. Prazer com rabugice, por conta do crescimento urbano, trânsito e "points". Mas nada disso foi capaz de subtrair o encanto, quiçá magia!, natural daquela ilha...
Ficou registrado uma pequena parte desse encanto.


Armação









Praia Daniela







Lagoa da Conceição
(apenas uma pequena parte dela)




Pântano do Sul






Praia do Forte
(34 anos atrás, o Forte não havia sido restaurado e preservado pelo Patrimônio Histórico)




















Ribeirão da Ilha






E na noite do dia 02, foi esta a imagem da Lua que iluminava Florianópolis...