Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

10 agosto 2011

Não vale dizer que não sabia... afinal de contas, a "presidenta" foi chefe da Casa Civil no governo anterior, pois não?
Que a corrupção sempre esteve ao lado do poder, creio que ninguém contesta. Porém, desde que o PT - aquele partido que alardeava representar a bandeira da ética e da moral - assumiu o poder, os escândalos de corrupção, quando não a incompetência, aumentaram como "nunca antes se viu neste país".
Nenhum dos poderes que representam a República ficou isento de denúncias, nem sempre apuradas à risca.
Nem se pode contar com nossos legisladores para sanar o problema através de leis que punam exemplarmente corruptor e corrupto. Afinal de contas, é praxe não legislar algo que possa prejudicar... os legisladores.
Pensemos um pouco.
O cidadão que, flagrado em infração de trânsito, tenta subornar um policial com uma "cervejinha", quando encontra aquele corrupto acaba por lesar os cofres públicos que deixam de recolher uma multa; por extensão, lesa os demais contribuintes, uma vez que o valor de multas são revertidos em benefício da população (ou deveria assim ser!). De quebra, o corruptor se sente impune e livre para infringir a lei novamente.
Quando um vereador, deputado estadual, deputado federal, senador, prefeito, governador, presidente, ministro de estado, procurador, desembargador, juiz, ou qualquer um de seus subordinados diretos aceitam, de alguma forma, uma "cervejinha" - e dependendo do escalão, um "caminhão de cerveja" ou uma "cervejaria"! - novamente a população, eleitores e contribuintes, são lesados de uma forma que a imprensa ainda não denunciou de maneira efetiva.
Quando a corrupção se faz através de desvios do erário público, seja para obras superfaturadas, licitações viciadas, contratações de cargos de confiança, venda de sentenças, ou para beneficiar os amigos dos amigos, quantos brasileiros tem seu futuro comprometido pelas perdas no sistema de saúde, pelo aumento da falta de segurança, por crises nos transportes, nas comunicações, na transmissão de energia elétrica, na reforma agrária e na propria agricultura, no aumento do custo de vida e dos juros bancários, sem contar na alta carga tributária que coloca o contribuinte e eleitor de joelhos?
Quantos brasileiros deixam de ter saúde, alimentação, moradia? Quantos acabam por morrer por falta de melhor condição de atendimento da Saúde Pública?
CPMF para a Saúde? Conversa! Bastaria diminuir drasticamente a corrupção.
E o que dizer do loteamento de cargos feito pelo Executivo aos partidos da base aliada? Não se enquadra como forma de corrupção, onde as partes envolvidas ganham o que lhes interessa, mas quem paga o pato é a população brasileira?
Outro dia um pai da pátria qualquer, tentando explicar o inexplicável, dizia que não queria ser ufanista na sua fala.
O Velhinho Rabugento gostaria de ter ufanismo pelo Brasil, mas tem vergonha dos partidos políticos e seus componentes.
Faltam-nos Rui Barbosa, mas abundam vigaristas, escumalha, malandros, safados e sem-vergonhas. Demagogos que dizem representar o "Bem" e que utilizam de pragmatismo para mamar das tetas dos cofres públicos.
Daqui a pouco virão novas eleições. Será que teremos um povo consciente e com coragem de dar um basta à politicanalha que está por aí?
Pelo andar da carruagem, parece que não. Como sentir orgulho desse lixo que se tornou a política no Brasil? Como ser ufanista diante de tantas reformas prometidas e não cumpridas, diante da falta de vergonha na cara dessa gente que diz querer o nosso bem?
Malditos sejam, ladravazes da esperança alheia!

Nenhum comentário: