Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

07 janeiro 2011

O que é ridículo?
No Houaiss temos algumas definições para o verbete ridículo:
Adjetivo
1. que provoca riso, escárnio ou zombaria.
2. de aspecto espalhafatoso, extravagante.
3. que tem pouco valor, insignificante, irrisório.
4. Uso: informal - que tem muito apego ao dinheiro; sovina, avarento.
Substantivo masculino
5. indivíduo cujo comportamento, opinião etc. são motivos de zombaria.
6. derivação por metonímia - aquilo que, numa pessoa, coisa ou situação, suscita o riso, o escárnio, o sarcasmo.
Pois bem. O ministro da Defesa, Sr. Nelson Jobim, deveria deixar mais claro o que quer dizer sua declaração: "Considero [as críticas] ridículas, absolutamente ridículas", segundo matéria do G1.
Por acaso a opinião do cidadão e contribuinte que critica o mal uso do dinheiro público provoca riso, escárnio ou zombaria no ministro?
Ou tal opinião quanto ao zêlo pelo que pagam os contribuintes é espalhafatosa, extravagante?
Os custos envolvidos nessa inusitada hospedagem do ex-presidente Lula e familiares é de pouco valor, de valor insignificante, irrisório? Aliás, qual é o montante dessa mordomia extemporânea?
O ministro crê que o cidadão e contribuinte que tenta em vão saber como é gasto o que paga em tributos, venha a ser sovina, avarento?
Ou ainda que, por nossa opinião e zêlo, sejamos passíveis de zombaria? Risíveis, bom para o escárnio de autoridades?
Ridículo, senhor ministro, é exceder no puxasaquismo a ex-presidentes, sejam eles quais forem. O "convite" feito ao ex-presidente Lula foi ridículo, uma vez que desnecessário. Bastaria prover ao ex-presidente o que lhe faculta a Lei: cessão de seguranças, motoristas, assessores e carros.
Por qual razão abrir-se precedente? Rídículo, senhor ministro.
Têm-se a impressão que determinados cidadãos são superiores aos outros, pois não? Será que essa é a tal "zelite" que o ex-presidente Lula tanto falava? Se for, cabe o epíteto de raivosa, também pespegado por Lula sabe-se lá a quem...
Por último, senhor ministro, as despesas dessa hospedagem vai ser paga por quem mesmo? Pelo Exército? E quem são aqueles que suprem o Exército de verbas para quaisquer finalidades? Não são os contribuintes, estes otários ridículos com suas queixas ridículas? Tenha dó!

Ridícula declaração, senhor ministro.

Um comentário:

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo o que tem pra ler. E observando o que tem para observar. E Exaltando o que tem de ser Exaltado. Estou lhe desejando um Tempo de Harmonia e de muita Inspiração. Entendo ter um blogue Agradavel, muito bom e Interessante. Eu, também tenho um. Muito Simplório por sinal. E estou lhe Convidando a Visitá-lo e, mais. Se possivel Seguirmos juntos por eles. Estarei Muito Grato esperando por Você lá.
Abraços de verdade e, fique com DEUS