Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

16 julho 2009

Pizza a la Lula...
"A expressão 'acabar em pizza' surgiu no Palmeiras, na década de 50. Um dia, houve uma grande discussão entre os diretores do clube. Mas, após a calorosa reunião, todos foram para uma pizzaria e deixaram a confusão para trás. A explicação foi dada pelo jornalista Eduardo Martins, autor do manual de redação do jornal O Estado de S. Paulo". (Fonte: Guia do Curiosos)
Não precisou muito esforço para ela passar a ser empregada na crítica de conchavo político, coisa que abunda em Câmaras de Vereadores, Assembléias Legislativas e no Congresso Nacional.
"Tudo acaba em pizza" acabou sendo a expressão predileta para descrever os irascíveis embates nas casas legislativas, para a platéia pensar que existe posições contrárias, e que terminavam em acordos de ocasião para aprovar uma votação conforme o interesse de determinado grupo. Essa prática, por inércia e mau-caratismo, se estendeu aos conselhos de ética, que da ética mantém apenas o nome.
Também é muito utilizada para aqueles políticos que ontem pespegavam adjetivos, com ou sem razão dos fatos, a outros considerados opositores; e que hoje, por tê-los como aliados, tecem loas.
O demônio de ontem é o anjo da inocência de hoje. E vice-versa.
Passou-se a chamar as casas legislativas de pizzaria e seus representantes, de pizzaiolos, mas não só. Sobrou também para o Executivo, dada sua constante interferência no Legislativo e até para o Judiciário quando a "voz das ruas" não consegue compreender que o Estado Democrático Brasileiro é também de Direito.
Falar que tudo acaba em pizza, comparar as Instituições Brasileiras como pizzarias e seus representantes como pizzaiolos, corresponde a dizer outro adágio popular: "É tudo farinha do mesmo saco".
Nesta quarta-feira (15), o presidente da República se valeu do termo pizzaiolos para definir os parlamentares do Senado, conforme consta do site do G1:
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva levantou o tom das críticas contra a criação da CPI da Petrobras nesta quarta-feira (15) após a cerimônia de posse do novo presidente da Embrapa. Questionado sobre as declarações da oposição no Senado de que "a CPI pode acabar em pizza temperada com pré-sal”, por ter apenas governistas no comando, Lula respondeu: “Depende. Todos eles são bons pizzaiolos”.
Realmente, ele devem saber muito bem do que fala...


Nenhum comentário: