Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

25 julho 2009

Incrível! A primeira dama brasileira existe e fala para a imprensa... italiana!
Deve ser algo relativo à dupla cidadania.
Tradicionalmente, as primeiras damas brasileiras estavam envolvidas em projetos sociais que poderiam envolver,p.ex., a APAE, o Hospital do Câncer, a luta contra o câncer de mama e outras atividades de cunho assistêncial (não necessariamente assistencialista como o bolsa-qualquer-coisa).
Onde esteve D. Marisa nestes dois mandatos do presidente Lula, além da companhia companheira em palanques eleitoreiros?
Onde D. Marisa se manifestou sobre os grandes problemas sociais, incluindo a pobreza, que existem no Brasil?
Onde, nos periódicos brasileiros, se encontra uma coluna, ao menos mensal, escrita por D. Marisa?
Nada!
Daí a surpresa do Velhinho com esta matéria do Yahoo notícias:

Roma, 25 jul (EFE).- Marisa Letícia, mulher do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que a prioridade do Governo do marido é "proteger os pobres".


"Lula sempre diz que respeita todo mundo. Os Estados Unidos, a União Europeia, os ricos... Mas a prioridade de seu Governo é proteger os pobres", disse a primeira-dama numa entrevista publicada hoje pelo semanário italiano "iO, Donna".
"Eu compartilho 100% deste objetivo, assim como do pedido que (Lula) lançou ao mundo inteiro para que salvem a Amazônia. Em 2007, com o PAS - Programa Amazônia Sustentável -, teve início um programa de intervenções para salvar a floresta. Temos que acreditar em todos" esses objetivos, destacou.
Perguntada sobre o que significa ser uma mulher no Brasil atualmente, Marisa afirmou que "o papel da mulher encontra-se no centro de um processo de transformação".
"A maior parte de nós está conquistando novos espaços no mundo do trabalho. No âmbito político e social, a mulher brasileira também ganhou muitíssimo", opinou.
"Acho que o grande desafio é o de construir, junto com os homens, condições de igualdade para todos os seres humanos. Só assim poderemos ter um mundo melhor", concluiu a primeira-dama.

Comentário do Velhinho:
Bem, entre dizer que respeita e respeitar a todos,existe uma diferença astronômica. Por outro lado, o Velhinho sempre imaginou que a prioridade de um governo seria governar para todos os cidadãos, consoante com a Constituição.
"Proteger os pobres" também é bem diferente de minimizar a pobreza, se é que me entendem.
A preservação da Amazônia não é obra do presidente Lula, convenhamos, mas de qualquer governo com um pouco de decência. Bastaria manter gente competente no Ministério do Meio Ambiente e não criticar as dificuldades criadas pelo Ministério que impediriam as obras do paquiderme, ooops, PAC.
Quanto a declaração sobre a condição das mulheres no Brasil, dizer o quê?
É a opinião dela, né? Só não vale dizer que esse processo, que vem avançando há mais de dois séculos, também seja fruto do atual presidente da República.
Aí precisaria dizer: nunca antes "neztepaís".

Nenhum comentário: