Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

08 julho 2009

E agora, libertários?
A matéria é da Folha on line:
Governo chinês diz que executará culpados por 156 mortes em protestos

O chefe do Partido Comunista chinês de Urumqi, Li Zhi, afirmou nesta quarta-feira que todos os responsáveis pela morte de 156 pessoas nos confrontos entre manifestantes uigures e a polícia no domingo passado (5), na capital da Província de Xinjiang (noroeste), serão condenados a morte.
"Aqueles que mataram brutalmente nos incidentes serão sentenciados à morte", disse Li, em entrevista coletiva na cidade, que vive hoje sob clima de tensão e intenso policiamento para evitar novos confrontos.
Li afirmou que muitas pessoas acusadas de assassinato já foram presas e que a maioria são estudantes.
Leia cronologia dos conflitos com uigures no oeste da China
Saiba mais sobre os conflitos com muçulmanos na China
Ele não detalhou, contudo, quem exatamente são estas 156 vítimas dos protestos --número que a população chinesa diz ser muito maior. Não afirmou também se todas vítimas foram mortas por manifestantes ou se a polícia, na tentativa de repressão aos distúrbios, teve participação.
(Leia mais...)
Comentário do Velhinho:
Agora é esperar os clamores mundiais contra o governo "democrático" chinês, contra as mortes ocorridas na manifestação que podem ter sido provocadas pela reação policial e, claro, contra a execução de pessoas - mesmo que consideradas culpadas.
Vamos lá!
Podem se revoltar, senhores presidentes bolivarianos ou não da América Latina; pode ser revoltar, Obama; podem se revoltar, reis e rainhas mundo afora; pode se revoltar, Comunidade Européia, podem se revoltar Ongs de direitos humanos e de direitos animais também.

Ou será que agora vai se ouvir aquele discurso sobre soberania nacional e que cada país tem sua Constituição e suas leis e elas devem ser respeitadas?
Ou, pior ainda, todos ficarão em silêncio?
Essas são as "democracias" e as conveniências ideológicas, pois não?

Nenhum comentário: