Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

23 julho 2009

A Carga Tributária que cai no lombo do Otário, ooops, Cidadão e o Lucro das Montadoras e RevendasO Velhinho recomenda a leitura desta matéria do site da Webmotors.

Lá fora - Quer saber por que o carro nacional é tão caro? Leia
Grande vilão dos preços no Brasil são as margens de lucro de montadoras e concessionárias
Texto: Gustavo Henrique Ruffo
Fotos: Reprodução e montagem de Adriana Bernardino

(21-07-09) - Com a série de reportagens “Lá fora”, mostramos que carros fabricados no Brasil podem custar mais barato em outros países do que aqui. A diferença de preço pode chegar a 60% menos, caso da Chevrolet Montana, vendida no Brasil a R$ 45.086 e, no México, por algo em torno de R$ 20 mil. Quando se buscam explicações, as montadoras culpam o governo pela alta carga tributária, que é, de fato, uma das mais altas do mundo. Confrontado, o governo diz que são as empresas que exageram na ganância. Sem ter a quem culpar, o consumidor é, como sempre, a grande vítima dessa história toda. Mas, afinal de contas, quem seria o vilão? Em conversas com especialistas, podemos dizer que são também as margens de lucros das empresas envolvidas na comercialização de veículos. Isso inclui não apenas as montadoras, mas suas concessionárias.

“A questão dos impostos, no Brasil, é complicada. Se compararmos a carga tributária brasileira com a de países desenvolvidos, ficaremos com a liderança nesse quesito. O ponto é que o Brasil não é como um país desenvolvido, que tem uma estrutura muito mais complexa a manter. Seria como comparar um time de primeira divisão com um de segunda. Descontado esse erro, o Brasil não tem, como outros países, uma carga tributária para automóveis. Ele tem uma para modelos com motor até 1 litro, uma para carros com motores de 1 litro a 2 litros e por aí afora. São vários níveis diferentes de cobrança de impostos. Isso dificulta as comparações, mas não as impossibilita”, disse ao WebMotors Evaldo Alves, professor de economia internacional da Fundação Getúlio Vargas.

Para nos ajudar a ter uma ideia a respeito de quanto imposto se cobra sobre os carros fora do Brasil, Alves citou três países. “Nos EUA, a carga de impostos sobre automóveis fica em 6,1%. No Japão, bate em 9,1%, enquanto na Alemanha esse índice atinge 13%.” Achou altos? Espere até ver os níveis brasileiros... “Para carros com motor até 1 litro, a carga era de 27,1% antes de os 7% de IPI serem descontados para estimular o consumo. Nos veículos com motores de 1 litro a 2 litros, a carga chega a 30,4%, enquanto os veículos com propulsores acima de 2 litros chegam a 36,4%.”
Clique aqui e continue a ler...

Nenhum comentário: