Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

09 maio 2009

Resposta de um fumante para o governador Serra...
O governador do Estado de São Paulo, comentando sobre seu entendimento da constitucionalidade da lei draconiana Antifumo, conforme site do yahoo:
"Estamos com uma segurança jurídica muito grande. Agora: é direito daqueles que são a favor do cigarro entrar na Justiça. Aqueles que acham que os não-fumantes devem fumar indiretamente podem entrar na Justiça."
Governador, se o senhor é contra o cigarro, tenha coragem de fazer uma lei que proíba a industrialização e o comércio do tabaco; não uma lei que constrange e demoniza o fumante e até comerciantes que, eventualmente, nem cigarros vendem.
O senhor não tem coragem política de fazer essa lei por dois motivos simples: o primeiro é que vai perder a arrecadação direta sobre a produção e venda de cigarros; a segunda, é que vai gerar desemprego no setor, ao menos no Estado de São Paulo, incluindo perdas pela queda de vendas de fornecedores de papel e papelão para as embalagens de cigarro, bem como de outros fornecedores do setor.
É a mesma coragem que falta ao Ministro Temporão, que não vê problema em aumentar o imposto sobre o cigarro, como se o Estado não tivesse nenhuma parcela de responsabilidade em autorizar a produção e comercialização de derivados do tabaco.
Que falta de coerência!
Muito mais fácil ameaçar os comerciantes com multas e perseguição fiscal para que eles se desgastem cara a cara com seus clientes fumantes. Com isso também se pode arrecadar mais um trocado, não é verdade?
Governador, será que os moradores da cidade de São Paulo podem também acionar o Estado por permitir que a população respire a poluição dos veículos automotores, uma vez que nesse quesito, fumante ou não fumante, também se intoxicam, podem vir a sofrer de doenças respiratórias e, quem sabe?, talvez até desenvolver câncer nos pulmões?
O senhor vai baixar uma lei que tire de circulação qualquer veículo automotor que polua a atmosfera?
A lógica é a mesma, pois não?

Nenhum comentário: