Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

14 maio 2009

E o que é Renda mesmo?Na esteira da tungada da Caderneta de Poupança existe algo que a população deveria discutir seriamente. Salário é renda?
Ontem o ministro Mantega saiu com uma pérola que poucos se deram conta.
Ao explicar a exceção para os investidores que tem na Caderneta de Poupança como única aplicação não pagarão imposto de renda, Mantega ofereceu como exemplo o de um aposentado que tenha investimento na caderneta na ordem de R$ 1 milhão. Posteriormente, no entanto, o ministro corrigiu o valor com o teto de R$ 850 mil, explicando que ainda nesta quarta o Ministério distribuirá uma tabela com as informações precisas sobre até que valor a aplicação será isenta nestes casos. "Esse aposentado não pagará tributo adicional pois é sua única renda", disse.
Ora, se o cidadão é APOSENTADO, recebe aposentadoria, portanto renda pela legislação atual. A Caderneta de Poupança pode ser a única aplicação do aposentado, mas não a única renda. Logo, o aposentado do exemplo VAI PAGAR IMPOSTO DE RENDA!
Não está na hora de questionarmos nossos legisladores sobre porque salário é renda? Salário não é a retribuição financeira por um esforço laboral dispendido? Onde está o lucro, os juros, o investimento quando um indivíduo recebe um salário para garantir sua subsistência?
Já não bastam os tributos que o salário paga para qualquer coisa queo indivíduo venha a comprar (produto, transporte, saúde, alimentação, lazer, cultura)?
Salário deveria ser taxado pelo Imposto de Renda?
Claro que se o salário for parcialmente aplicado no mercado financeiro e restituído com juros, sobre esses juros (renda!) cabe tributação.
Nessas horas, lembrando todos os subsídios não tributados pelo Imposto de Renda a que fazem juz nossos parlamentares, é que o Velhinho chega à conclusão: Estamos ferrados, mal pagos e desgraçadamente tributados.
Ê, ê, ê... vida de gado.
Povo marcado, povo feliz...

Nenhum comentário: