Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

15 maio 2009

Claro que é tungada na Poupança...
E a tungada se chama tributação via imposto de renda.
Analistas econômicos sugerem que os investimentos em fundos de renda continuam sendo atraentes, mesmo que a taxa básica de juros chegue a 9%; porém, caso essa medida do Governo venha a ser aprovada pelo Congresso, a parti de 2010 os poupadores que tenham depósitos acima de R$ 50.000,00 na Caderneta de Poupança podem ser tributados caso a taxa básica de juros atinja a marca de 10,50% - hoje é de 10,25% e deve cair!
Ora, por que não 9%, ao invés de 10,50%?Essa taxa de juros de 9% que ainda interessa aos investidores dos fundos de renda fixa (que é apenas uma das aplicações do mercado financeiro), poderia ser menor, caso o Governo reduza patamares de tributação e induza os bancos a reverem suas taxas de administração.
Logo, a taxa básica de juros para se começar a tributar a Caderneta de Poupança poderia ser também menor.Esse raciocínio, o Velhinho acredita, põe por terra a argumentação do Governo de que está protegendo aqueles que tentam preservar seu suado dinheirinho na Caderneta de Poupança - os pobri - e evitar que os grandes investidores do mercado financeiros migrem para a Caderneta - os ricu.
A proteção está sendo dirigida, principalmente, para os grandes investidores do mercado financeiro, para os bancos que administram esses tipos de investimento e, por que não dizer?, para a continuidade da gastança sem fim do próprio Governo.Outra coisa que, o Velhinho volta a repetir, estão deixando passar é justamente a inclusão da tributação na Caderneta de Poupança pelo Imposto de Renda.
Quem garante que, num futuro não distante, TODOS os poupadores não venham a ser taxados?
Quando o presidente Lula afirma que não está confiscando a poupança, porque a medida do Governo vai atingir 1% dos poupadores, ele somente está dizendo que o confisco tributário AGORA só atinge esse 1%, mas não garante o futuro dos demais poupadores. O Governo está praticando confisco tributário na Caderneta de Poupança, não importa que seja em 1% dos poupadores.
Esta é a brecha que não deve ser permitida pelo Congresso.O problema não está na Caderneta de Poupança, mas o Governo vê uma oportunidade para taxar poupadores que estão muito longe dos grandes investidores do mercado financeiro. É nesse mercado que reside a dificuldade do Governo e são esses investidores e os agentes bancários que o Governo pretende proteger.
A tungada, meus caros, é na Caderneta de Poupança, sim.O ministro Mantega, placidamente, fala aos poupadores que vão ser taxados que eles poderão escolher entre ficar na Caderneta de Poupança ou procurar outro tipo de investimento. Onde? Ora, no mercado financeiro que está sendo preservado pelo Governo.
Não é interessante?

Nenhum comentário: