Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

04 janeiro 2008

Grande Novidade! (2)
Mas quem mesmo pode dar crédito a esse bando de sequestradores e narcotraficantes que se dizem defensores de uma luta libertária que perdura, por incompetência, há mais de 40 anos?
Alguém tem alguma dúvida do que quer dizer "ofensiva geral"? Mais sequestros, mais combates, mais mortes, no âmbito interno da colômbia, e aumento do tráfico de drogas e mais mortes em todas as linhas desse processo, no âmbito externo.
E aqueles que defendem as FARC, em especial os mandatários de outros países, são, no mínimo, coniventes com a mortandade que virá. Esse é o caráter "humanista" desses valentes!
A matéria é do Estadão online:
Farc anunciam "ofensiva geral" em 2008 na Colômbia
Chefe da guerrilha afirma que é preciso aproveitar crise geral do governo e cansaço dos militares
BOGOTÁ - O chefe da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Manuel Marulanda, convocou uma "ofensiva geral" em 2008, segundo comunicado publicado nesta quinta-feira, 3, pela Agência Bolivariana de Imprensa (ABP, na sigla em espanhol). As informações foram divulgadas pela agência de notícias France Presse.
"É conveniente aproveitar a crise geral pela qual passa o governo e o cansaço mostrado por algumas unidades militares para começar a preparar uma ofensiva geral", afirmou Marulanda em sua tradicional mensagem de fim de ano aos combatentes.
O chefe da guerrilha, de 77 anos, que fundou as Farc em 1964, disse que os guerrilheiros são obrigados a desenvolver ações armadas em estradas, selvas, centros urbanos, casas e quartéis, "sem dar trégua ao inimigo, assim como este o faz" com a guerrilha.
Entrega de reféns
Em carta divulgada na quarta-feira, 2, pela Agência Bolivariana de Imprensa, o líder Manuel Marulanda acusou alguns generais colombianos e o presidente Álvaro Uribe de inviabilizarem a troca humanitária dos seqüestrados.
A carta surgiu alguns dias após as Farc suspenderem a entrega dos três reféns: Clara Rojas, seu filho Emmanuel e da ex-congressista Consuelo González. A guerrilha alegou falta de condições de segurança para a libertação, devido a operações militares do governo colombiano.

Nenhum comentário: