Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

13 janeiro 2008

As FARC são apenas isto: terroristas, bandidos, assassinos, seqüestradores e narcotraficantes!
Colômbia
02-09-2007 10:36
FARC revelam localização dos cadáveres de reféns
O Comité Internacional da Cruz Vermelha disse saber o local exacto onde as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) entregarão os corpos de 11 deputados mortos.
Em comunicado divulgado em Cali, após uma reunião com familiares dos ex-deputados mortos, a Cruz Vermelha revelou que "recebeu das FARC a informação sobre a localização dos cadáveres dos ex-deputados, para antecipar uma missão que o permita viajar à região e recuperar os restos mortais".
Acrescenta que também recebeu a autorização do Governo colombiano "e as garantias de segurança de todas as partes envolvidas para poder realização esta missão humanitária".
Uma delegação da Cruz Vermelha acompanhada do ex-ministro Álvaro Leyva Durán sairá "em breve para uma zona determinada", que não foi explicitada, para recuperar os corpos e transportá-los até Cali, onde "especialistas legistas dos três países amigos", França, Suíça e Espanha, coordenados pela Organização dos Estados Americanos, confirmarão a identificação dos restos mortais.
Este gesto de boa vontade acontece numa altura em que decorrem negociações para alcançar um acordo entre o Governo e as FARC, o qual leve à libertação de guerrilha de 49 reféns, alguns deles presos há mais de oito anos.
Fonte: www.rr.pt

Nenhum comentário: