Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

28 dezembro 2007

MAG fala do que conhece e admira...
Da Folha online:
Garcia afirma que resgate de reféns abre caminho para a paz na Colômbia
Renata Giraldi da Folha Online
O assessor especial para assuntos internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse nesta quinta-feira que está confiante de que a operação de resgate de três reféns da guerrilha colombiana inicie o processo de paz na região.
Antes de embarcar hoje para Caracas, ele afirmou que a operação significa o primeiro passo para libertar outros reféns.
"É um ato humanitário parcial [a operação de resgate dos reféns]. Mas nós acreditamos que seja o primeiro passo da libertação de outros reféns e quem sabe, se nós chegamos a contento da libertação de reféns, e possamos abrir caminho para a paz", afirmou Garcia, na Base Aérea de Brasília antes de embarcar.
Em seguida, o assessor disse que a operação "vai ser um caminho importante para a paz e a reconciliação colombiana".
Convidado
Garcia negou que o governo brasileiro tenha sido chamado apenas no último momento para compor a missão de resgate sob comando da Venezuela. De férias, o assessor foi convocado ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para integrar a operação e suspender o período de descanso.
"Não estamos sendo convidados de última hora. Estamos há muito tempo desenvolvendo iniciativas para que se chegasse a essa solução", disse Garcia, que antes de viajar para Venezuela esteve no Palácio da Alvorada para conversar com o presidente.
O assessor viaja acompanhado pelo diplomata brasileiro Hélio Cardoso. Segundo Garcia, uma das atribuições dos observadores internacionais presentes na missão é a "garantia" da execução da operação.
Resgate
Garcia afirmou que já amanhã os observadores internacionais deverão ser transferidos para a área definida pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas) para o encontro dos três reféns -- Clara Rojas, o filho dela, Emmanuel, e a ex-deputada Consuelo González de Perdomo.
Além do Brasil, participam da operação representantes do Equador, da Argentina, da Bolívia, de Cuba e da França. Segundo o assessor, os detalhes sobre a missão ainda serão transmitidos. Mas adiantou que ele e os demais integrantes do grupo irão até à mata ao encontro dos reféns.
Questionado se estava com receio do trabalho que irá desempenhar, Garcia reagiu com bom-humor: "Não estou com frio [na barriga]. Tenho a barriga grande. Não deu para sentir frio ainda".
Comentário do Velhinho: As FARC foram claras. Exigem a renúncia de Uribe para, "humanitariamente", libertar os reféns que seqüestrou. As FARC, é óbvio, não tem responsabilidades pelos acontecimentos. A culpa cabe aos governos oligárquicos de Colômbia e só a eles. As FARC só estão fazendo seu papel, bem "humanitário" há 42 anos, de opção pela luta armada, ao invés do debate político, de seqüestrar, emboscar e assassinar a quem considera "inimigos", de manter em cativeiro por anos a fio, seres humanos que deveriam ter direito a vida digna e à liberdade, de utilizar o narcotráfico para sustentar uma guerra de guerrilha falida que perdura há 4 décadas e provocando, com isso, a morte de outros milhares de pessoas no processo criminoso do tráfico de drogas. Muitas balas perdidas, guerra de quadrilhas, corrupção de servidores públicos, além da perda de vidas de pessoas de brasileiros, pode ser atribuída às FARC.
Porém, eles, coitados, não se responsáveis. Apenas lutam, democraticamente armados, pelos seus ideais de poder.
Mesmo que Uribe renuncie, a paz sugerida pelo assessor da Presidência da República, não ocorrerá tão cedo. Primeiro haverá o ajuste de contas, estejam certos disso.
São essas FARC, sem responsabilidade alguma pelos acontecimentos, que foram acolhidas no Foro de São Paulo pelo então sindicalista Lula, ora presidente da República.
Claro que o convite não é de última hora. Isso seria inadmissível entre amigos.
Claro que não há frio na barriga. Temer o encontro com velhos "cumpanheiros", por que?
Houvesse vergonha na cara de todos os governos envolvidos nesse episódio, e se exigiria das FARC a libertação de TODOS os reféns, o término de hostilidades e a abertura de uma canal de diálogo com o Governo legal da Colômbia.
Mas existe um plano, tão amplamente divulgado pelo fanfarrão Chávez. E existe um método.
Resta aguardar, na expectativa de nada de anormal ocorra nessa libertação dos reféns.
Um incidente, real ou forjado, poderia resultar em um conflito armado de maiores proporções entre os países envolvidos, além da morte de reféns. E são muitos reféns que a FARC mantém como moeda "democrática" de troca.

Nenhum comentário: