Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

08 dezembro 2007

CPMF: Tudo ou nada? Então, NADA! (3)
Do Estadão online:
Múcio diz que dedicará fim de semana à CPMF
Ministro se mostra otimista sobre votação da prorrogação no Senado, que está marcada para quarta-feira
BRASÍLIA - O ministro das Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse nesta sexta-feira, 7, que vai passar o fim de semana em Brasília debruçado nas negociações para tentar assegurar a aprovação da emenda que prorroga a CPMF até 2011.Múcio não quis falar em números de votos, mas se disse otimista. Segundo ele, não foram apresentadas outras propostas de alíquotas de CPMF para a saúde. "Alternativas não foram oferecidas, mas, se forem, leva-se para avaliação para ver sua aplicabilidade", disse o ministro, tentando evitar afirmar se o governo concorda com alguma outra opção.
Sobre a possibilidade de que o governo teria um Plano "B", caso a CPMF não seja aprovada, mencionada pelo ministro da Justiça, Tarso Genro, José Múcio afirmou: "que eu saiba não tem plano B e ele mesmo diz que o governo não está pensando em cortar os gastos" . Na opinião do ministro, isso é um sinal de que é preciso aprovar a proposta que já foi votada na Câmara, Para ele, qualquer mudança tem de ter a concordância da base aliada que já concordou com a proposta que está posta.
Comentário do Velhinho: Epa! Ministros de Estado que dão declarações sobre o mesmo assunto não deveria falar a mesma coisa? O ministro Múcio não deve ter participado da reunião que o ministro Tarso participou, onde se discutiu o plano "B". Para que serve mesmo o Ministério de Relações Institucionais? Este final de semana promete ser longo... para a paciência dos eleitores e contribuintes!

Nenhum comentário: