Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

17 dezembro 2007

Brasil LibreO Coronel lançou o brado e o Velhinho faz coro.
Para entender a situação, leiam a matéria do Estadão online:
Músicos cubanos pedem asilo hoje
Ministro da Justiça garantiu salvo conduto a membros do conjunto Los Galanes, que estão com visto vencido
Os músicos cubanos Miguel Angel Nuñez Costafreda, Arodis Verdecia Pompa e Juan Alcides Díaz, integrantes do conjunto musical Los Galanes, se apresentam hoje à tarde à Polícia Federal, no Recife, acompanhados do advogado José Antônio Ferreira, para formalizar pedido de asilo político ao governo brasileiro. Os três desapareceram terça-feira, após o último dos seis shows que o conjunto fez em sete dias, e não se apresentaram no embarque para Cuba, na manhã de quarta.
Leia a íntegra aqui.
Quem tem a oportunidade, pede asilo...
E não é só no Brasil.
Saiu no Estadão online de sexta, 14/12:
Apresentador de TV 'mais popular' de Cuba pede asilo aos EUA
Carlos Otero comandava um dos programas de maior audiência em seu país
HAVANA - Em entrevista ao jornal americano de língua espanhola El Nuevo Herald, Otero contou que "se sentia muito feliz porque há muito tempo planejava sair de Cuba".
"Não quero pedir mais permissão a ninguém para me expressar, me deslocar ao redor do mundo e fazer o que tenho vontade", disse o apresentador.
Otero tinha viajado para o Canadá com a família para supostamente organizar a gravação de seu programa de fim de ano que, pelo segundo ano consecutivo, seria realizado em Toronto.
"Na verdade, tratou-se de uma reunião para preparar minha deserção", confessou ele ao jornal.
"Passei dois meses esperando que me dessem permissão para viajar com meus dois filhos até que finalmente consegui", contou.
Otero ainda disse ao El Nuevo Herald que estava "cada vez mais difícil" trabalhar como comunicador em Cuba devido à "censura e à vigilância institucional".
Ele disse esperar que seus filhos possam crescer "com a oportunidade de estudar o que desejam, sem ter de concordar com o sistema onde vivem".
Sobre Cuba, o apresentador disse que o país "está parado no tempo" e que as pessoas estão à espera do que vai acontecer, com muita "incerteza sobre o futuro".
Otero, que vai se estabelecer em Miami com a família, disse ao jornal nesta quinta-feira que já havia recebido uma proposta de emprego no canal local AmericaTeVe.
Com 28 anos de carreira como apresentador e comediante, o cubano conduzia um dos programas dominicais de maior audiência no país: Carlos y Punto. A revista semanal era transmitida em horário nobre pelo canal Cubavisión.
Ainda segundo o El Nuevo Herald, a notícia da deserção de Otero gerou uma "onda de reações" entre os cubanos, que comentavam com surpresa a decisão do ator. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.
E quem pede asilo, vira "traidor" na ilha da liberdade...
Do Estadão online de hoje:
TV cubana acusa apresentador de 'atitude traidora'
Após viagem ao Canadá com a esposa e dois filhos, Carlos Otero pediu asilo aos Estados Unidos
HAVANA - O Instituto Cubano de Rádio e Televisão qualificou de "traidora" a atitude do apresentador Carlos Otero, que pediu asilo nos Estados Unidos no começo da semana.
Otero apresentava o programa dominical "Con Carlos y Punto", pela emissora de TV Cubavisión.
Em uma nota, a emissora disse que a "atitude traidora (de Otero) o separa do povo, sua decisão o coloca entre os que sonham em aniquilar o que foi conquistado com o sacrifício e o esforço de várias gerações de cubanos dignos".
Depois de vários meses em horário nobre, "Con Carlos y Punto" tornou-se um dos programas mais populares da TV cubana.
Comentário do Velhinho: Aliás, esse tipo de discurso maniqueista demagógico, que demoniza quem não se submete, não lembra alguns recentemente pronunciados nos estertores da CPMF?

Nenhum comentário: