Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

29 novembro 2007

O bom(?) e velho sindicalista...
Um cidadão ao ocupar o cargo de presidente da República, não pode se desvincular da condição de estar presidente enquanto durar seu mandato.
Não é o que o presidente Lula acredita, pois muitas vezes justificou sua fala, ora no exercício da presidência, ou como sindicalista, ora..., ora...
Para se aceitar essa condição, haveria de existir a dupla mão de direção. Ou seja, eventuais críticas recebidas deveriam ser encaradas como sendo, ora ao ocupante da Presidência da República, ora ao sindicalista de palanque, ora..., ora...
E nem sempre é assim, pois não?
As várias persona de uma figura pública se confundem.
E as falas dessas persona, podem confundir o público.
Como estas abaixo, da matéria do Estadão online:
Lula acusa: 'Quem tem medo da CPMF é quem sonega imposto'
Presidente faz discurso duro de defesa da prorrogação do imposto no Espírito Santo
COLATINA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, 29, que "quem quer acabar com a CPMF, na verdade, além do PFL e do DEM, que torce todo santo dia para as coisas não darem certo neste País, por eles governado durante 500 anos, e não conseguiram fazer o que o País queria que fosse feito". E acusou: "Ora, eles agora ficam com discurso de que é muito imposto, na verdade, quem tem medo da CPMF é quem sonega imposto, eles são os que tem medo da CPMF. A CPMF é um imposto que vai detectar quem está sonegando".
Comentário do Velhinho: Não é preciso pertencer ao extinto PFL, ao DEM, para se saber que o Brasil tem uma carga tributária dentre as maiores do mundo. Também não é preciso ser muito letrado para perceber que o Estado não retribui em benefícios para a Sociedade tanto quanto, proporcionalmente, arrecada através de tributos. São tantos tributos, que sim, senhor presidente, quem puder os sonegará. Tributos e burocracia em excesso, sem que haja o proporcional retorno para TODA a Sociedade, são um convite à sonegação.
Que se defenda a CPMF como um CONTRIBUIÇÃO (não é imposto ainda, senhor presidente) para auxiliar os mecanismos de combate à sonegação, é aceitável. Desde que a alíquota seja simbólica, digamos de 0,02%, ao invés de 0,38%. Afinal, esse seria o objetivo, pois não? Detectar quem sonega. Se essa fosse a proposta do Executivo, a CPMF ja estaria aprovada faz tempo e sem tanto "Baazar" no Congresso Nacional, através de cargos e liberação de verbas. Todos eles pagos, diga-se de passagem, com o resultado da tributação que se abate sobre o otário, digo, eleitor e contribuinte.
Ele inaugurou uma ponte e um contorno rodoviário na manhã desta quinta em Colatina, a 130 quilômetros de Vitória, no Espírito Santo. Lula conclamou o Senado a aprovar a CPMF: "O Senado vai tomar uma decisão. Eu tenho a convicção que eles vão votar, e que a aprovação da CPMF vai permitir a gente voltar a este Estado, inaugurar as escolas, ou inaugurar hospitais, melhorar a saúde, melhorar a educação e a gente vai poder devolver ao povo brasileiro, o orgulho que nós nunca deveríamos ter perdido e sermos brasileiros com 'B' maiúsculo".
Comentário do Velhinho: O que seria, exatamente, esse "a gente"? "A gente" quem? Se a resposta for igual a "presidente Lula", então podemos ler da seguinte forma: O Senado vai tomar a decisão. Eu tenho a convicção que eles (os senadores) vão votar e que a aprovação da CPMF vai permitir o presidente Lula voltar a este Estado, inaugurar as escolas, ou inaugurar hospitais, melhorar a saúde, melhorar a educação e o presidente Lula vai poder devolver ao povo brasileiro, o orgulho que nós nunca deveríamos ter perdido e sermos brasileiros com "B" maiúsculo".
Então, a aprovação da CPMF é palanque para o presidente Lula e suas obras? Em seu segundo mandato? Por isso que se pretende a extinão da CPMF a partir de 2011, quando o presidente Lula, que assim seja, não será mais o presidente, talvez alguém do PSBD? Sei, sei...

Nenhum comentário: