Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

30 abril 2007

Estou contigo e não abro...

O Velhinho concorda com os comentários de Jabor, os mesmos comentários que levaram o presidente da Câmara dos Deputados, Sr. Chinaglia, a uma declaração indignada de que viria a processar o comentarista.

Melhor faria o Sr. Chinaglia, se reunisse toda sua indignação para cassar o mandato de corruptos ou falsários que eventualmente se encontram na Câmara e levá-lo às barras dos tribunais por crime contra o erário público e de lesa-pátria, uma vez que ofendem, com seus crimes impunes, a imagem da própria Câmara e dos parlamentares honestos.

Aí sim, estaria dando um bom exemplo a ser seguido e deixaria, honrosamente, seu nome nos anais da história daquela Casa.

Porém, parece que é mais fácil processar um comentarista, do que condenar e cassar através do Conselho de Ética alguns deputados que, digamos, escorregaram na maionese.

Ainda existem uns pais-da-pátria alegando que o voto, democraticamente recebido por esses senhores, gerou absolvição de seus prováveis crimes perante a Nação.

Epa? Quer dizer que o otário, digo, o eleitor e contribuinte aqui, não faz parte da Nação? Pois o desejo do Velhinho Rabugento é que todos esses senhores envolvidos em escândalos percam seus mandatos e sejam levados aos tribunais, SEM foro privilegiado, para que a Justiça, como manda a Constituição, determine se cometeram ou não crimes e, se os cometeram que sejam exemplarmente apenados.

E ainda devemos agradecer à Constituição que haja Justiça neste País e não “justiçamento”, como prefeririam alguns.

Aos que se interessarem, ouçam o comentário de hoje, 30/04/07, de Arnaldo Jabor, no site da CBN, clicando aqui.

Nenhum comentário: