Você pode denunciar crimes de PRECONCEITO RELIGIOSO no Rio de Janeiro

Você sofre agressão, perseguição, coação ou qualquer ameaça por motivo religioso?

Denuncie através do site http://www.policiacivil.rj.gov.br na aba "DENÚNCIA"

Não é preciso se identificar!

A Constituição da República Federativa do Brasil determina, em seu Art. 5º, inciso VI: "É inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias"

Seja Cidadão, defendendo seus direitos! Denuncie crimes de preconceito religioso!

Você também é uma vítima da CORRUPÇÃO!
Lembre-se disso nas próximas eleições...

10 março 2007

Pequeno Anedotário da Academia Brasileira(*) – 3

“A prisão do poeta

Gostava Guimarães Passos de passear sozinho na calma da noite. Descia pelas ruas ermas, perlongava as praias desertas, num doce caminhar ao léu. Nas noites de lua, diante do oceano, erguia a voz, invectivando-o, ou então recitava os seus versos românticos.

Certa noite, um guarda deitou-lhe a mão.

E o poeta, com sobranceria:

- Que me queres, vérmina humana?

O policial não gostou da pergunta. E na certeza de que falava a um vagabundo, interpelou o boêmio:

- Onde vai assim?

Guimarães Passos fez um gesto vago:

- Urbi et Orbi!

E o guarda:

-Pois está preso.

Na Delegacia, apresentou-o ao Delegado:

- Cá trago este homem, que insultou a autoridade chamando-me de Urbi et Orbi.

(*) Josué Montello, Livraria Martins Ed., São Paulo, 1961

Comentário do Velhinho: Urbi et Orbi significa "à cidade (de Roma) e ao mundo" e é a abertura padrão de proclamações papais. O episódio confirma o que se sabe há séculos. Sem educação não se tem autoridade, quiçá meramente “otoridade” e “otariotarismo”; mas “neztepaíz” Educação é ilusão e promessa de palanque. Vai daí...

Nenhum comentário: